Quando o comportamento agressivo de crianças é normal, em que momento preciso me preocupar?

Agressões, como bater, lutar e morder, são uma preocupação importantes para os pais e para sociedade, uma vez que as consequências físicas, emocionais, cognitivas e sociais de atos violentos podem ser graves e de longo prazo.

O desenvolvimento da agressividade na infância está associada a múltiplos fatores, tais como práticas parentais inadequadas, problemas de ordem neurológica e genética, e até mesmo o estresse da mãe durante a gravidez estão associados ao aumento do risco de comportamentos agressivos pela criança.

É normal que as crianças pequenas utilizem meios físicos para expressarem suas emoções. O desenvolvimento da agressividade apresenta um pico entre 2 e 3 anos de idade, e ao final da primeira infância, a maioria das crianças já aprenderam a controlar o uso da agressão física e alternativas de comunicação mais aprimoradas.

Com o apoio e a orientação dos pais e das pessoas que tomam conta delas, e através da interação com terceiros, as crianças aprenderão a não usar agressões físicas e, ao contrário, valer-se de comportamentos socialmente mais aceitáveis.

No entanto, um grupo de crianças continuará a apresentar altos níveis de agressividade no decorrer da infância e da adolescência que podem sinalizar que algo não caminha bem em seu desenvolvimento emocional. Quando esses problemas se manifestam na infância e não são bem conduzidos, tendem a continuar e permitem prever consequências negativas, como delinquência, uso de drogas e transtornos mentais no adulto.

Acreditamos que a capacitação dos pais seja uma estratégia eficaz para a redução da agressividade em crianças pequenas. Venha aprender conosco, nesse próximo sábado dia 27/10/2018 às 10h em um bate papo descontraído com um a psicóloga infantil Natali Antunes e a Pediatra Daniela Otte Nunes.

Inscreva-se: https://www.donclinicapediatrica.com.br/inscricao


Posts Em Destaque
Posts Recentes